Parques de Minas Gerais

( Quer Conhecer? - Clique Aqui)

Parque Estadual do Ibitipoca        

   
             

Veja a localização deste parque no google maps abaixo do texto

localizado pelo icone Local Procurado ( melhor visualizado em 1024X768)

  
            
             O Parque Estadual do Ibitipoca está localizado na Zona da Mata, nos municípios de Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca.
            
             Ocupa o alto da Serra do Ibitipoca, uma extensão da Serra da Mantiqueira. Com uma área de 1.488 hectares, a unidade de conservação está no local onde se dividem as bacias do Rio Grande e do Rio Paraíba do Sul.
            
             A palavra ‘Ibitipoca’ em tupi-guarani significa ybytyra - serra,  pok - estouro, possível referência às tempestades elétricas comuns na região. Há quem diga ainda que seu significado seria "Casa de Pedra", em uma alusão à grande quantidade de cavidades naturais ali existentes e que serviam de abrigo para os índios.
            
              É o Parque mais visitado do Estado, um dos mais conhecidos do Brasil e a principal atração da região.
            
             A vegetação é representada por um mosaico bastante diverso, composto basicamente por manchas de florestas, Campos Rupestres, Campos Arenosos e Cerrado de Altitude. Os Campos Rupestres constituem uma grande extensão de vegetação do Parque.
            
             Por se encontrar em uma região quartzítica, a Serra do Ibitipoca apresenta formações típicas desse tipo de terreno, como pontes naturais, cavernas, cânions de paredes verticais e dolinas - cavidades naturais em forma de funil que se comunicam com sistemas de drenagem subterrâneos.
            
             Guarda preciosos atrativos como a Ponte de Pedra, a Janela do Céu, a Gruta dos Três Arcos e o Pico do Pião além de mirantes, grutas, praias, cachoeiras e piscinas naturais. O pico da Lambada, também conhecido como Ibitipoca, com 1.784 metros de altitude, oferece uma vista panorâmica inigualável.
            
             Diversas espécies da flora são encontradas na unidade de conservação como orquídeas, bromélias, candeias, liquens e samambaias. Um traço marcante da vegetação no Ibitipoca são as "barbas-de-velho", uma espécie de líquen verde-água, que pende dos galhos das árvores, criando um belo efeito visual.
            
             A fauna é rica, com a presença de espécies ameaçadas de extinção, como a onça parda, o lobo guará, o papagaio do peito roxo, o coati, o andorinhão-de-coleira, entre outros. Apesar de ser uma Unidade de Conservação pequena, abriga três dos seis gêneros de primatas da Mata Atlântica, dois dos quais estão ameaçados de extinção na categoria vulnerável. Foram registradas mais de 40 espécies de mamíferos no Parque e em seu entorno e 14 espécies de anfíbios. Dentre os anfíbios encontra-se uma espécie de perereca, a "Hyla de Ibitipoca", que foi identificada pela primeira vez na região e provavelmente é uma espécie endêmica.
            
             As edificações do Parque Estadual de Ibitipoca passaram por recente reforma. O Parque possui portaria, estacionamento, área de camping, restaurante, Centros de Visitantes, de Administração e de Pesquisas, casa de hóspedes e alojamentos destinados a pesquisadores e funcionários.
            
             
            
Fonte: Instituto Estadual de Florestas (IEF)

Voltar

Follow us on Twitter