Camanducaia

Camanducaia

CIRCUITO TURÍSTICO SERRAS VERDES DO SUL DE MINAS

Camanducaia

BREVE HISTÓRICO

No calor das comemorações dos 11 anos da Independência do Brasil, os habitantes do arraial de Jaguari  “resolveram proclamar a independência do arraial, até a decisão da Regência do Império”.

Alegavam que as autoridades judiciais da Vila de Pouso Alegre eram arbitrárias e não prestavam as informações que eram solicitadas. A decisão de elevar o arraial à vila contou com a unanimidade de toda a população, incluindo os guardas nacionais e o Padre Francisco de Paula Toledo.

O acontecimento não teve a aprovação da administração provincial, e os juízes locais foram presos e condenados. Eram eles os seguintes juízes de paz: Pedro de Alcântara e Silva, do distrito de Jaguari; Felix José de Noronha Negreiros, de Santa Rita; Antônio Marques de Oliveira, de Cambuí; e Manoel Antônio da Silva, de Capivari. Quando o grupo dos sediciosos de Ouro Preto foi  anistiado em 1835, os juízes  da região do Jaguari  também se beneficiaram da anistia. 

Resumo do Percurso
Origem: Belo Horizonte (MG)
Destino: Camanducaia (MG)
Distância percorrida: 501
Combustível necessário: 50.12 Litros
Custo de combustível:: R$ 110.26
Custo de pedágio: R$ 5.5
Número de pedágios: 5
Antes de viajar para uma cidade afetada pelas chuvas, informe-se sobre as condições das estradas:
Polícia Rodoviária Federal, tel. (48) 3224-1527 ou 3389-8038. Dentro do estado, também é possível discar 191.
Polícia Rodoviária Estadual, tel. 3271-2300. do estado, também é possível discar 198.


Percurso passo-a-passo

Belo Horizonte  
0 Km BR-381 - Fernão Dias
0 Km Contagem - MG  
16 Km Betim - MG  
35 Km BR-381 - Fernão Dias - Pista Lateral
35 Km BR-381 - Fernão Dias
40 Km São Joaquim de Bicas - MG  
45 Km Igarapé - MG - Município afetado pela chuva  
54 Km Brumadinho - MG  
63 Km Rio Manso - MG  
63 Km Itatiaiuçu - MG  
78 Km Pedágio - Itatiaiaçú  
82 Km Itaguara - MG  
111 Km Carmópolis de Minas - MG  
122 Km Pedágio - Carmópolis de Minas  
135 Km Oliveira - MG  
166 Km Santo Antônio do Amparo - MG  
180 Km Pedágio - Santo Antonio do Amparo  
197 Km Perdões - MG  
217 Km Ribeirão Vermelho - MG  
218 Km Lavras - MG  
225 Km BR-265
229 Km Nepomuceno - MG  
245 Km Coqueiral - MG  
265 Km Santana da Vargem - MG  
269 Km MG-167
280 Km Três Pontas - MG  
300 Km Varginha - MG  
306 Km MG-107
311 Km BR-491
326 Km Três Corações - MG  
331 Km BR-381 - Fernão Dias
335 Km Campanha - MG  
349 Km BR-267
355 Km Sem nome
369 Km São Gonçalo do Sapucaí - MG  
387 Km BR-381 - Fernão Dias
387 Km Pedágio - São Gonçalo do Sapucaí  
392 Km Careaçu - MG  
411 Km São Sebastião da Bela Vista - MG  
420 Km Pouso Alegre - MG  
456 Km Estiva - MG  
470 Km Cambuí - MG  
487 Km Pedágio - Cambuí  
501 Km Camanducaia  

 

Legenda do Percurso:
Origem Chegada Pedágio Pista simples Em obras de duplicação

Balsa Terra Rodovia em mau estado Pista dupla Em obras de
pavimentação

 

 

Em 1840, finalmente o antigo desejo dos habitantes foi realizado; o arraial foi elevado à vila. Pela lei de nº 1.527, de 20 de julho de 1868, a Vila de Jaguari foi elevada à condição de cidade, adotando um antigo nome pelo qual a região já vinha sendo conhecida – Camanducaia.

O nome Camanducaia conta com várias versões. Uma nos diz que o vocábulo significa feijão queimado, em outra, significa fava picante. E  também temos a que ensina que Camanducaia tem o sentido de queimada para caçar, campo em queimada, campo queimado.

A grande atração de Camanducaia é a bela estação climática de Monte Verde , que é um distrito do município. Pinheiros, eucaliptos, partes da mata atlântica e um clima seco e frio fazem dessa típica vila de montanha, com arquitetura européia, um lugar muito especial onde a  natureza é a grande atração.

Monte Verde possui uma ampla infra-estrutura turística, com uma excelente rede hoteleira e variado comércio, onde se encontram artesanato, malharia e lã, cerâmica, ferro batido, artigos esotéricos, perfumaria, chocolates e outros interessantes produtos. Os restaurantes e casas de chá fazem de Monte Verde um paraíso gastronômico. Especialidades européias como fondues, raclettes, apfelstrudels e trutas estão presentes em quase todos os cardápios, inclusive, uma das opções de passeio é a visita a uma criação de trutas. Mas, Monte Verde também é mineira e, por isso, não faltam os restaurantes com nossa saborosa culinária. 
 

Fonte: Portal Descubraminas.

EVENTOS

Carnaval: Fevereiro
Festa no Bairro Camanducaia: Março
Festa no Bairro Pessegueiros: Abril
Semana Santa/ Páscoa: Abril
Festa de Santa Maria: Maio
Festas Juninas: Junho
Festa do Peão: Julho
Aniversário de Camanducaia: Julho
Festa no Bairro do Quilombo: Agosto
Festa no Bairro Jaguari de Baixo: Agosto
Festa no Bairro Jaguari do Meio: Agosto
Festa no Bairro Emboabas: Agosto
Festa do Bom Jesus: Agosto
Semana da Pátria e Semana Cultural: Setembro
Festa de São Mateus: Setembro
Dia das Crianças: Outubro
Olimpíadas Escolares: Outubro
Festa no Bairro Jaguari de Cima: Outubro
Festa no bairro Pitangueiras: Outubro
Festa no bairro do Mato: Outubro
Festa de São Francisco – Monte Verde: Outubro
Festa no bairro Ponte Nova: Novembro
Aniversário de Monte Verde: Novembro
Festa no bairro Bom Jardim: Dezembro
Festa no bairro Campo Verde: Dezembro
Padroeira N. Sra. Aparecida: Dezembro
Reveillon: Dezembro

 

Monte Verde - Distrito de Camanducaia

BREVE HISTORICO

Camanducaia - Monte Verde

Monte Verde está situada  a uma altitude de 1.600 metros e é distrito do município de Camanducaia (em tupi, campo queimado, campo  em queimada ou ainda queimada para caçar) que foi elevada a município  em 1868, com o nome de Jaguari, e, em 1925, passou a se chamar Camanducaia.

Bem ao sul de Minas, no alto da Serra da Mantiqueira, está a bela estância climática chamada Monte Verde. Cercada de pinheiros, eucaliptos e partes da mata atlântica, o clima seco e frio faz dessa típica vila de montanha, com arquitetura européia, um lugar muito especial onde a natureza é a grande atração.

Devido aos atrativos naturais, pensa-se que esse sugestivo nome – Monte Verde é devido à pródiga natureza, mas o que aconteceu foi uma interessante coincidência - ou foi uma obra do destino?

Vamos a história de como surgiu Monte Verde. Os letões Ernesto e Verner Grimberg residiam em uma colônia de letões chamada Varpa, próxima a Paraguaçu Paulista. Na década de 50, adquiriram em Minas Gerais a fazenda do Pico Selado situada  em uma região conhecida como Campos do Jaguari. A beleza do alto da Serra da Mantiqueira havia encantado a família letã, por ser muito parecida com a terra natal. Assim, Verner Grimberg, sua esposa, Emília, o pai e o tio se tornaram os pioneiros do local.

A experiência da família atraiu outros europeus que, incentivados por Verner Grimberg, ganharam terrenos para construções de suas casas. Em 1952,  a fazenda foi loteada. Os primeiros interessados na aquisição de lotes foram imigrantes europeus pela identificação com a paisagem e o clima do local. Assim, surgiu um vilarejo tipicamente europeu. No nome do vilarejo está a tradução do sobrenome da família pioneira do local – Grin, verde, Berg, monte – Monte Verde. O nome era perfeito, pois adequava perfeitamente à paisagem local.

No início da década de 60, foi instalada a primeira pousada. Era o início da transformação de uma pacata vila em local turístico. No fim da década de 70, a fama de Monte Verde já estava consolidada como um dos pontos turísticos mais famosos e importantes do Estado.
Fabrica de doces Caseiros
Monte Verde possui uma ampla infra-estrutura turística, com uma excelente rede hoteleira e variado comércio, onde se encontram artesanato, malharia e lã, cerâmica, ferro batido, artigos esotéricos, perfumaria, chocolates e outros interessantes produtos. Os restaurantes e casas de chá fazem de Monte Verde um paraíso gastronômico. Especialidades européias como fondues, raclettes, apfelstrudels e trutas estão presentes em quase todos os cardápios, inclusive, uma das opções de passeio é a visita a uma criação de trutas. Mas, Monte Verde também é mineira e, por isso, não faltam os restaurantes com nossa saborosa culinária.

As atividades ao ar livre, como caminhadas pelas aprazíveis trilhas, passeios a cavalo, de bicicleta, montanhismo, acquaraid, ou mesmo a contemplação da natureza, são algumas das opções de lazer.  Paz, harmonia e equilíbrio são alguns dos benefícios que uma visita a Monte Verde pode proporcionar.

ATRATIVOS NATURAIS:

Chapéu do Bispo (2030m): Aproximadamente 30min de caminhada
Pico do selado (2080m): Aproximadamente 2h30min de caminhada
Pedra Partida (2050m): Aproximadamente 1h30min de caminhada
Pedra Redonda: Aproximadamente 40min de caminhada
Trilha do Pinheiro Velho
Cascata das Siriemas

Follow us on Twitter