Maria da Fé

Maria da Fé

CIRCUITO TURÍSTICO CAMINHOS DO SUL DE MINAS

BREVE HISTÓRICO

Artesanato A cidade mais fria de Minas recebe os visitantes com muito calor no coração. Comida da roça, moda de viola. Gente de bom coração. É muito fácil amar Maria da Fé. A paisagem é montanhosa, a vegetação tem predominância de pinheiros. Sua maior produção e força econômica é a batata, para semente ou consumo. A origem da cidade está ligada a uma piedosa senhora chamada Maria Vilas Boas Machado, conhecida nas redondezas por Maria da Fé, que era proprietária da imensa Fazenda dos Campos. Ao redor da fazenda, foram surgindo casas de meeiros, negros forros e agregados. Assim, o núcleo formado pela fazenda e casas ficou conhecido por Campos de Maria da Fé. Pela lei nº 998, de 27 de junho de 1859, foi criado o Distrito de Campos de Maria da Fé, pertencente a cidade de Cristina. Somente em 30 de agosto de 1911, criou-se o município de Maria da Fé.

Hoje, Maria da Fé tem uma grande vocação para o turismo rural e o ecoturismo devido ao ambiente acolhedor da região e das belas fazendas, a ótima gastronomia, às cachoeiras e matas e ao Pico da Bandeira, não confundir com o Pico da Bandeira localizado no Parque Nacional do Caparaó. A Fazenda Experimental da Epamig, com lago, vegetação exuberante e um viveiro de mudas variadas é mais uma atração turística do município.

Os eventos também já movimentam a cidade. Alguns, além de envolverem toda a comunidade, atraem turistas, a exemplo do Festival da Viola realizado em agosto, a Festa do Peão Boiadeiro e a Noite do Livro. Manifestações populares como a Folia de Reis, a Dança de São Gonçalo e a Catira mantêm vivas as ricas tradições de Maria da Fé. O artesanato, criativo e em franca evolução, encontrou na fibra das folhas da bananeira diferentes formas de proporcionar lindas lembranças utilitárias e ornamentais aos turistas. No que se refere à culinária, uma boa dica é experimentar o principal prato típico, a Canjiquinha, ensopado de farelo de milho engrossado com batata e costelinha.

A vantagem de Maria da Fé é que devido ao clima serrano, à hospitalidade do povo e à tranqüilidade, a cidade é gostosa de se visitar o ano inteiro. Para os amantes do inverno, melhor ainda nesta estação, quando as temperaturas caem bastante e estimulam um turismo diferente .

 

 

 

 

 

Resumo do Percurso
Origem: Belo Horizonte (MG)
Destino: Maria da Fé (MG)
Distância percorrida: 464
Combustível necessário: 46.44 Litros
Custo de combustível:: R$ 102.17
Custo de pedágio: R$ 3.3
Número de pedágios: 3
Antes de viajar para uma cidade afetada pelas chuvas, informe-se sobre as condições das estradas:
Polícia Rodoviária Federal, tel. (48) 3224-1527 ou 3389-8038. Dentro do estado, também é possível discar 191.
Polícia Rodoviária Estadual, tel. 3271-2300. do estado, também é possível discar 198.


Percurso passo-a-passo

Belo Horizonte  
0 Km BR-381 - Fernão Dias
0 Km Contagem - MG  
16 Km Betim - MG  
35 Km BR-381 - Fernão Dias - Pista Lateral
35 Km BR-381 - Fernão Dias
40 Km São Joaquim de Bicas - MG  
45 Km Igarapé - MG - Município afetado pela chuva  
54 Km Brumadinho - MG  
63 Km Rio Manso - MG  
63 Km Itatiaiuçu - MG  
78 Km Pedágio - Itatiaiaçú  
82 Km Itaguara - MG  
111 Km Carmópolis de Minas - MG  
122 Km Pedágio - Carmópolis de Minas  
135 Km Oliveira - MG  
166 Km Santo Antônio do Amparo - MG  
180 Km Pedágio - Santo Antonio do Amparo  
197 Km Perdões - MG  
217 Km Ribeirão Vermelho - MG  
218 Km Lavras - MG  
225 Km BR-265
229 Km Nepomuceno - MG  
245 Km Coqueiral - MG  
265 Km Santana da Vargem - MG  
269 Km MG-167
280 Km Três Pontas - MG  
300 Km Varginha - MG  
306 Km MG-107
311 Km BR-491
326 Km Três Corações - MG  
331 Km BR-381 - Fernão Dias
335 Km Campanha - MG  
349 Km BR-267
364 Km Cambuquira - MG  
377 Km MG-456
381 Km Lambari - MG  
392 Km BR-460
397 Km Jesuânia - MG  
407 Km Olímpio Noronha - MG  
410 Km Carmo de Minas - MG  
427 Km MG-347
440 Km Cristina - MG  
443 Km Sem nome
464 Km Maria da Fé  

 

Legenda do Percurso:
Origem Chegada Pedágio Pista simples Em obras de duplicação

Balsa Terra Rodovia em mau estado Pista dupla Em obras de
pavimentação

 

ATRATIVOS NATURAIS:

Cachoeira Véu de Noiva: estrada velha de Itajubá – 4 km
Pico da Bandeira: estrada de Pedra Preta – 5 km
Fazenda Experimental EPAMIG: Tel: 3662-1227
Fazenda Pomária: 5 km
Cachoeira do Cafundó: Zona Rural Cafundó 

ATRATIVOS HISTÓRICOS / CULTURAIS:

Igreja Nossa Senhora de Lurdes: Praça Nossa Senhora de Lurdes

EVENTOS:

Aniversário do Município: Junho
Exposição Agropecuária: Setembro
Festa de Nossa Senhora de Lourdes: Fevereiro
Festa do Folclore: Agosto
Festa do Peão Boiadeiro: Novembro
Festival da Viola: Agosto
Noite do Livro: Outubro ou novembro

Follow us on Twitter